Início

Conhecendo a comunidade 

O Jornadas na SynBio tem como objetivo conhecermos um pouco da intrincada rede que impulsiona a biologia sintética no Brasil. Neste tópico especial, mergulharemos nas histórias e paixões que estão moldando a cena da synbio em nosso país. 

Entre nossos diretores da SynBioBR, a Diretora de Educação, Yala Sampaio, nos contou um pouco sobre sua jornada.

“Olá! Me chamo Yala Sampaio, sou Biomédica e Mestre em Bioquímica e Imunologia pela UFMG. Sou co-fundadora e atuo como diretora de Educação na SynBioBR desde 2021, onde trabalho para promover a educação e a disseminação do conhecimento em biologia sintética. Além disso, fui co-fundadora e organizadora do Clube de Biologia Sintética da UFMG de 2020 a 2022, onde ajudei a criar uma comunidade engajada e colaborativa. Posteriormente, em 2022, tive a honra de liderar o time UFMG-UFV no iGEM.”

Como você se interessou inicialmente pela biologia sintética? 

“Em 2019, ainda na graduação, foi a primeira vez que entrei em contato com o termo através dos diversos projetos desenvolvidos por estudantes que participavam do iGEM. Lembro que os projetos pareciam ter saído de um filme de ficção científica e tudo – ou quase tudo – poderia ser implementado. Eu vi a área com imenso potencial e senti que o Brasil estava perdendo diversas oportunidades, tendo em vista nossa grande biodiversidade.”

Pode compartilhar um projeto em que esteve envolvido e que teve um impacto significativo pra você? 

“Um dos projetos mais impactantes em que estive envolvida foi na idealização do Clube de Biologia Sintética da UFMG. Inicialmente, era apenas uma reunião de amigos interessados em estudar juntos sobre BioSin. Porém, sentimos a necessidade de expandir para alcançar novas pessoas. Ao longo do tempo e especialmente durante a pandemia, o projeto tomou forma e cresceu exponencialmente. Através de tentativa e erro, conseguimos desenvolver uma plataforma de compartilhamento de conhecimento de forma horizontal, de aluno para aluno. Ao longo dos anos, ele não só proporcionou uma base sólida para o entendimento da biologia sintética, mas também foi fundamental para o recrutamento do time iGEM UFMG-UFV em 2022. A participação na competição gerou frutos: ganhamos medalha de ouro e um grande prêmio; e ser indicado para outros três demonstrou que a ciência brasileira tem seu mérito e é reconhecida, apesar de todas as dificuldades. Esse reconhecimento ressaltou a força e o potencial científico brasileiro, especialmente numa competição dominada pelo Norte Global e geralmente inacessível para nós.”

Algum projeto em especial que você se orgulhe?

“Eu me orgulho bastante do crescimento da SynBioBR. Começamos timidamente em 2021, como um grupo de entusiastas, ex-igemmers e estudantes em busca de criar uma comunidade vibrante. Devo dizer que, sendo a pessoa pessimista e cautelosa que sou, nunca imaginei que o crescimento da SynBioBR pudesse ser tão rápido e render tantos frutos. Espero que nos próximos anos a SynBioBR possa crescer ainda mais, alcançar novos patamares.”

De recentes descobertas a empresas, tem alguma perspectiva na Biologia Sintética que te deixe empolgada atualmente?

“Eu adoro o potencial inovador que a Biologia Sintética pode trazer para produtos e soluções. No entanto, tendo em mente as necessidades atuais do Brasil e de muitos outros países, fico muito contente em ver a IA e a automação facilitando a Biologia. Isso possibilita que produtos e soluções sejam produzidos a um custo menor. Quanto aos projetos, gosto muito dos que envolvem a reescrita do código genético, permitindo a síntese de novas proteínas nunca antes vistas na natureza.”

Que conselhos você daria a estudantes ou profissionais que estão começando na área da biologia sintética?

“Como Diretora de Educação, não posso deixar de recomendar nossas palestras quinzenais no SynBioBR Convida. Essas palestras têm o objetivo de destacar e disseminar a Biologia Sintética, convidando brasileiros do âmbito acadêmico, industrial e empreendedor. A cada quinze dias, às quartas-feiras, às 18 horas, temos encontros de uma hora para ouvir e discutir sobre os avanços e desafios da Biologia Sintética. Não percam, mas se você perdeu, acesse nosso canal no Youtube para assistir os eventos passados.”

Diga uma curiosidade sobre você!

“Como hobby, estou praticando diversas modalidades esportivas (mas não sou boa em nenhuma haha). Amo fazer escalada, dança, corrida, ginástica, natação e trilha. Então, se precisar de uma parceira para praticar e se motivar a fazer esportes, pode me chamar!”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *